Todas as formas de viajar

 

Viajar é uma delícia, não é?! De longe um dos meus verbos favoritos. Mas para que tudo saia perfeito e para que exista somente recordações boas desses dias na estrada, precisamos saber exatamente o que nos espera e escolher a melhor forma de viajar. Seja de carro, de avião ou trem, existem algumas dicas e regras que precisamos seguir para que nossa viagem seja um sucesso. Escolha o seu jeito favorito.

– Viagens de carro

Muitas pessoas optam por viajar de carro, por comodidade e também por não precisar depender de aeroportos ou rodoviárias. Claro que o destino precisa ser viável, pois não é aconselhável fazer uma viagem para alguns lugares da África de carro, por exemplo (antes que alguém fale, é possível sim fazer uma viagem de carro ao redor do mundo, mas isso é para outro nível de viajante, para aqueles que colocam isso como meta de vida).

Viajar de carro, como tudo na vida, tem suas vantagens e desvantagens. A desvantagem é o cansaço em dirigir por horas, muitas vezes pegar trânsitos intermináveis quando o que mais se quer é chegar logo ao destino final e descansar. É preciso sempre fazer uma revisão em seu mecânico de confiança antes de se jogar na estrada, pois a viagem pode se tornar um pesadelo caso seu carro dê alguma pane. Melhor evitar. Sempre revisar pneus, freios, nível de óleo, ver se o limpador de parabrisa não está ruim, etc. Se o carro for alugado, os problemas que acontecerem ficam a cargo da operadora, então não esqueça de fazer um seguro bom.

Viajar de carro pode ser bem vantajoso. Às vezes o custo é menor do que viajar em outros meios, você vai ter autonomia e não dependerá de transportes coletivos para se locomover na cidade em que estiver, pode fazer seu horário e se levar alguns amigos, podem dividir os gastos e tudo fica ainda mais em conta. Uma boa vantagem, é poder jogar a mala lá e ir para onde quiser, sem ter que ficar carregando algo pesado. Então acaba sendo mais confortável.

Ao viajar de carro, é sempre necessário ficar de olho nos caminhos, estradas e leis de trânsito dos lugares que for visitar, para evitar multas, estradas ruins ou ficar perdido. Claro que muitas vezes é impossível evitar uma estrada que você sabe que é mal conservada (como a Regis Bittencourt no sentido para interior de São Paulo, a caminho do sul do Brasil), mas saber o que te espera, é sempre bom. Usar em bom GPS seja no celular ou no próprio veículo ajuda também. No caso do celular, tenha certeza de que terá sinal de internet durante todo o percurso, pois se algo cair, a conexão com o aplicativo pode cair também (falo isso, porque já aconteceu comigo trocentas vezes).

Para viajar dentro da Europa de carro, é uma delícia. Por nosso país também. Viajar de carro pela América do Norte também é uma forma bastante escolhida por turistas e também por locais. Basta saber por onde passará, se não existem problemas e de resto, é só correr pro abraço.

– Viagens de avião

Não tem muito segredo. Viajar de avião é sempre bom, cômodo e alguns lugares são impossíveis de chegar, sem que seja de avião.

Algumas regras existem e elas podem mudar conforme o país que você estiver visitando. Geralmente, as companhias aéreas pedem para os passageiros cheguem cerca de 3 horas antes do seu voo, se for internacional. Tempo suficiente para você despachar sua mala, tomar um café, passar pela imigração, encontrar o seu portão de embarque e embarcar, sem pressa e tranquilamente. Para voos nacionais, pede-se apenas 2 horas antes do voo.

Tenha bom senso com relação a sua bagagem de mão. Leve o mínimo possível e não esqueça que existem outras pessoas para guardar sua bagagem também. Se você estiver com uma mala grande, estará tirando o espaço de outra pessoa. Tenha apenas bom senso e despache aquilo que estiver em excesso.

O bom senso deve ser utilizado sempre, mas durante sua viagem de avião, é fundamental que ele seja utilizado. Por exemplo, se você estiver sentando na famosa janelinha, evite ficar incomodando os demais passageiros ao seu lado a cada 20 minutos. Falar alto, escutar algo em alto volume ou ser aquele famoso folgado que gosta de ocupar todos os braços, abrir as pernas e invadir o espaço alheio. Tudo isso deve ser evitado que haja uma harmonia entre as pessoas.

Evite estado de embriaguez (a menos que você queira utilizar o método para dormir melhor), evite risadas e conversas em tom alto de voz. Todos que estão a bordo, estão na mesma que você, portanto, bom comportamento é sempre bem vindo para que a viagem seja agradável a todos. E por mais que seja clichê, preste sempre atenção ao que as aeromoças explicam. É sempre bom saber o que fazer em casos de emergência.

– Viagens de moto

Geralmente, uma pessoa que opta em fazer uma viagem de moto, é porque gosta muito de moto. Ela desperta uma sensação diferente nas pessoas, nada parecido com carros. Você pode odiar carros e mesmo assim precisar deles e utilizá-los no seu dia a dia ou para viajar. Isso não acontece com motos. A pessoa realmente é apaixonada por motos e se decide fazer uma viagem em cima de uma, é porque gosta muito. Portanto, todo o contexto é diferente. As pessoas associam motos à liberdade. Não sei exatamente o porquê, mas a sensação do vento batendo em seu rosto e uma estrada livre para você, é realmente intensa.

Antes de colocar sua “menina” na estrada para uma viagem, faça todas as revisões necessárias. Certifique-se de que você também está bem para pilotar e é sempre importante avisar as pessoas (amigos e família) a hora que sairá, o percurso e o horário estimado de chegada. Caso aconteça alguma coisa, as pessoas saberão exatamente onde lhe procurar.

Algumas dicas são importantes. Por exemplo, nunca deixar os documentos, dinheiro e cartões, tudo num mesmo lugar, ou seja, na carteira. Se ela cair, já era. Mas isso vale para qualquer tipo de viagem, ok?

Faça a manutenção de seu capacete. Muitas pessoas acham que é só colocar na cabeça e pronto. Não. Principalmente, se você já caiu com ele ou o bateu em algum lugar, troque-o antes de viajar. O passeio de moto exige sempre muito mais atenção, pois um erro pode ser fatal. Portanto, todos os meios de proteção devem estar revisados e se possíveis, novos. Cuidados com nossa vida nunca são demais.

– Viagens de trem

No Brasil é quase impossível fazer uma viagem de trem. Mas, é possível viajar pela Europa todinha sobre os trilhos da malha ferroviária europeia. Viajar de trem é lindo e para mim, só tem vantagem. Aliás, a única desvantagem são os valores, que são um pouco salgadinhos. Mas tirando isso, só tem vantagem.

Geralmente as estações de trem são centrais ou bem localizadas, ficam bem no centro das cidades, portanto melhor localização para você chegar (pois geralmente os aeroportos ficam afastados do centro, aí você precisa de mais tempo e disposição para chegar até a cidade), durante todo o trajeto você pode ir grudado na janela apenas observando as paisagens lindas passarem e pode ficar à vontade para tirar um monte de fotos.

Os trens da Europa são aqueles que sempre viajam a grande velocidade, portanto muitas vezes não perdem em nada para os aviões, pois no final você acaba ganhando tempo e visões de paisagens ao optar pelo trem. Eu sempre aconselho meus amigos ou pessoas que me pedem dicas a viajar de trem. Principalmente se você conseguir fazer um roteiro redondo, vai viabilizar mais tempo para curtir a viagem.

Para fazer reservas ou comprar passagens daqui do Brasil para já programar sua viagem para a Europa, acesse o site www.raileurope.com.br (sim, tem o .br no final para que você possa comprar e ver tudo em português) que é confiável e assim você já organiza seus passos por lá. Mas ultimamente andei usando a www.b-europe.com onde encontrei valores bem mais baixos das passagens e muito mais opções.

Outra coisa boa de viajar de trem, é que você não vai pagar excesso de bagagem caso sua mala esteja pesada. E o nível de conforto também é bom, tanto na primeira quanto na segunda classe.

– Viagens de ônibus

Outro meio de transporte bastante utilizado e que tem muitas vantagens. Pode ser o mais demorado de todos, mas se você estiver na vibe de relaxar e sem pressa de chegar ao destino, é uma boa opção, pois de todos, é o mais barato também. Não se paga para despachar uma ou mais bagagens e os ônibus são bem confortáveis, principalmente se forem no estilo leito. Dá para passar a noite numa boa viajando.

Eu já viajei de ônibus algumas vezes e não foi ruim. Aliás, quando eu estava em Munich, foi a minha salvação, pois eu precisava chegar em Nice no dia seguinte. Bla bla bla car furou, trem não tinha e os trajetos estavam caríssimos, carro só tinha Mercedes para alugar e avião no way. Fui de busão, atravessando a Suíça toda e desembarquei em Milão, onde de lá, consegui pegar um trem com um preço ótimo e ir para Nice. Foi demais.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *