O que fazer em Brasília

 

Nossa capital é uma cidade que me surpreendeu. Não conhecia Brasília e adorei conhecer. Na verdade, acho que todos os brasileiros, pelo menos uma vez na vida deveriam ir até Brasília para ver de perto tudo que eles construíram por lá. Realmente, impressiona. Mas o que achei mais bacana, é que tem realmente muita coisa para fazer em Brasília. Infelizmente não consegui visitar tudo, pois a viagem foi meio que de passagem, mas já quero voltar para ir em tudo que ficou faltando. Lembrando, que é impossível falar de Brasília e não mencionar o criador e idealizador dessa cidade, Oscar Niemeyer.

– Catedral Metropolitana Nossa Senhora Aparecida

Parada obrigatória na cidade e é um dos cartões postais de Brasília. Impossível não babar de tão linda. Perca alguns minutos lendo a história dessa catedral, para saber os erros de projeto que ela teve e foram modificados. Ela é linda por dentro também.

– Ponte Juscelino Kubitschek

Outro cartão postal da cidade que vale a pena dar uma passadinha. Fica no Lago Paranoá e tem 3 arcos, super moderna.

– Lago Paranoá

Não existia esse lago em Brasília. Como a cidade foi inteira projetada, eles criaram esse lago para que as pessoas tivessem algum entretenimento. Não é incomum ver pessoas andando de barco e jet ski por lá.

– Praça dos Três Poderes

É dessa praça que vemos o Congresso Nacional, Palácio do Planalto e o Supremo Tribunal Federal. Tudo junto. Por mais que alguns deles sejam infestados de ratos, é uma visão bonita. Tem uns espelhos d’água também.

– Palácio do Planalto

É onde nosso presidente comanda toda a bagaça. É o gabinete presidencial. Existem alguns passeios para conhecer o Palácio por dentro e vale a pena pegar um deles. É bem legal ver de perto onde tudo acontece.

– Palácio da Alvorada

É um palácio lindo onde nosso presidente mora. Um luxo só. Não sei se tudo isso é necessário, mas… Também foi projetado por Oscar Niemeyer. Todos os presidentes que passaram pelo poder, moraram lá.

– Jardim Botânico de Brasília

Esse Jardim Botânico foi criado a pouco mais de 30 anos e é bem bonito. Foi o primeiro jardim botânico do Brasil a ser criado com um ecossistema predominante do cerrado. Vale a pena conhecer e caminhar por lá. O lugar é lindo.

– Complexo Cultural da República

Não esqueça os óculos escuros para andar por lá. Oscar Niemeyer gostava muito de concreto e não colocava grama ou plantas em alguns de seus projetos. Para chegar no CCR, passamos por um calçadão enorme cheio de concreto e dói os olhos quando está sol. Enfim, é um museu com várias obras de artistas locais e convidados. Senti uma vibe meio Bienal aqui de SP (entenda-se, uma vibe muito doida e que não faz sentido para mim).

– Palácio do Itamaraty

É um dos edifícios ministeriais de Brasília. Também conhecido como o Palácio dos Arcos, é lá que fica a sede do Ministério de Relações Públicas do Brasil.

– Eixo Monumental

Essa avenida também foi projetada por Oscar Niemeyer. Ela fica no centro do plano piloto de Brasília. Se olhar de cima, Brasília parece um avião. O Eixo Monumental, seria o corpo desse avião. É bem bacana de ver.

Lembrando que em Brasília tem muito mais para conhecer. Parque Nacional de Brasília, Santuário Dom Bosco, Pontão do Lago Sul, Torre de TV, Estádio Mané Garrincha, várias cachoeiras ao redor da cidade e muitos parques, dentro e fora da capital. Brasília me surpreendeu. Tenho certeza que vai surpreender você também.

1 Comentários

    • Solon Dias -

    • 10 de fevereiro de 2019 at 02:00 am

    Duas correções: o traçado urbanístico da capital é de Lucio Costa. Niemeyer apenas estabeleceu as duas linhas básicas que se cruzam e em torno das quais o espaço urbano deveria gravitar. É nesse traçado que está a concepção modernista de Brasília que assombro (E ainda assombra) o mundo.
    A outra correção: a importância do Lago Paranoá, o maior lago artificial do mundo, está na umidade que ele proporciona, pois uma cidade no meio do cerrado não proporcionaria boas condições respiratórias. Além disso ele foi feito a partir da jusante de dois importantes rios da região: o Torto e o Fundo, que compõem importante bacia para fornecimento de energia e proteção ambiental.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *