Astros que marcaram a história do Rock!

 

Difícil conseguir escrever esse texto e escolher quem quero colocar nessa lista. Como sempre, gostos pessoais (para que ninguém me venha chorar depois falando que faltou X ou Y) e também seleção para que esse texto não vire um livro (hahaha com certeza teria história para muitas páginas). Mas como estamos comemorando o mês do Dia Mundial do Rock, resolvi escolher alguns dos caras que eu mais gosto e contar um pouco sobre cada um deles. Espero que gostem e VIVA O ROCK! Sempre! Ah! Nos textos estão as minhas impressões sobre cada um, ok?!

– Ozzy Osbourne

Considerado por muitos como o Rei ou Pai do Metal, Ozzy sempre foi além de seu tempo, inovando com sua banda e evoluindo com o passar do tempo. A banda Black Sabbath é considerada como a primeira banda de metal da história (por mais que eu acredite que haja controvérsias). Sem Ozzy e toda sua loucura que resultou em músicas maravilhosas que marcaram a história do rock para sempre, talvez muita coisa fosse diferente do que é hoje, muitas bandas não teriam sido influenciadas por Black Sabbath. Ozzy nunca teve medo de ser ousado em todos os quesitos de sua vida, dentro e fora dos palcos. Essa ousadia misturada com seu talento, o transformou nesse mestre do rock que é até hoje. Uma lenda viva do metal.

– Jimi Hendrix

Como falar de rock e não falar sobre o melhor guitarrista de todos os tempos? Pelo menos para mim, ele é o maior. Jimi era tão formidável, tão intenso e tão fantástico, que era como se ele se fundisse com sua guitarra e os dois se tornassem um só. Era como se a guitarra fizesse parte do que ele era, até a alma. Jimi revolucionou muita coisa, desde acordes, até em suas performances nos palcos, passando pelo modo em que se vestia. Ele tinha uma personalidade admirável e todos sempre ficavam de boca aberta ao vê-lo tocando. Impossível não se envolver com sua música, com sua voz meio rouca e com todo seu talento. Até hoje, ele vive. Em nome do rock.

– The Rolling Stones

Todos esses caras, sem exceção, são lendas vivas do rock. Muita gente não gosta, muita gente torce o nariz dizendo que eles não são tudo isso. Mas a verdade é que os integrantes da banda The Rolling Stones estão na ativa até hoje, desde 1962 e nunca pararam de produzir. Com toda a certeza é a maior banda de rock da história, a que tem maior número de músicas, sucessos, etc. Acredito que eles só irão parar, até não aguentarem mais segurar o instrumento, ou quando a voz não sair. Porque caso contrário, eles estarão lá, pulando e fazendo o que sabem de melhor. Rock de boa qualidade!

– Nirvana

Por mais que Green River e Soundgarden tenham sido as primeiras bandas do movimento grunge a assinarem contrato com uma grande gravadora e também por existirem desde a década de 80, foi a banda Nirvana que levou o Grunge ao topo das paradas, quando eles lançaram seu segundo disco em 1991, chamado Nevermind, um clássico do rock e com certeza, um dos melhores discos já gravados. O movimento grunge era tido como algo libertador, com músicas que eram bem diferentes das tocadas nos anos 70 e 80. A guitarra distorcida e as vozes arrastadas, porém potentes, marcaram os anos 90 com força. Com certeza a banda Nirvana foi a mais importante disso tudo.

– Led Zeppelin

Como não falar dessa banda. Prefiro falar deles do que da banda Pink Floyd (mesmo que Pink Floyd tenha sido criado antes). Amo Led Zeppelin, é nossa banda favorita (falo “nossa” porque é a banda favorita do Alê também). Para mim, a voz do Robert com todos os outros instrumentos, do jeito que eles criavam, do jeito que eles tocavam, forma algo difícil de ser explicado. É música para ser sentida. Particularmente, eu acho as músicas do Led Zeppelin com muito mais força e personalidade marcante que de outras bandas. Por isso, para mim, eles são peças fundamentais na história do rock.

– Paul McCartney

Ah! Esse cara merece todo o respeito de todas as pessoas do planeta Terra. Além de ser educado, humilde e gentil, Paul faz música de qualidade até hoje, desde os tempos de Beatles. Nem preciso falar que todos os integrantes dessa banda icônica devem ser considerados como lendas do rock, por tudo que fizeram, pelo sucesso que alcançaram e por tudo que fizeram em nome da música. Hoje, Paul continua na ativa, compondo, criando, viajando, fazendo shows inesquecíveis e cativando as pessoas ao redor do mundo com todo seu carisma e charme. Impossível não babar por Paul. Impossível não amar o que ele é, o que ele representa e tudo que ele faz.

– Elvis Presley

Bem que Elvis poderia não ter morrido tão cedo e nos dado o privilégio que ter mais de sua música e de sua arte. Ele tinha tudo que admirávamos. Tom de voz de veludo (daquelas que dá vontade de escutar o tempo todo), dança que foi bem revolucionária para a época, talento de sobra para fazer música, rock. Elvis foi um dos maiores sucessos do rock, por ser diferente de tudo que existia naquela época. Ele começou a explorar campos que jamais haviam explorado e ele fez isso com maestria. Elvis era tido por muitos como o Deus do Rock. Fácil entender o porquê desse apelido. Dizem que Deus cria tudo e todos. Ele criou muita coisa do rock que é influência e usado até hoje. O cara era fera demais.

– Bob Dylan

Quantas vezes não escutei uma música e pensei “que linda, que letra maravilhosa” e depois descobri que quem escreveu foi este senhor que merecidamente ganhou o Nobel de Literatura alguns anos atrás. Mas aquela música maravilhosa? Também é de Bob Dylan. Em pensar que durante sua adolescência ele era fã do rock, foi envolvido por todo aquele furor que os Beatles causavam onde passavam. Ele é um gigante quando pensamos em história do rock e com certeza, muita gente foi influenciada por ele e por seu estilo mais folk de criar.

– David Bowie

Um artista completo, que faz muita falta nos palcos até hoje e sempre fará. Quem teve a oportunidade e a honra de ver o que David fazia em seus shows, com certeza se lembrará disso para sempre. Ele tentou muito fazer sucesso nos anos 60, mas só conseguiu quando colocou maquiagem no rosto, pintou o cabelo de laranja e criou o personagem Ziggy Stardust em 1972. Claro que foi um sucesso, pois era diferente e inovador, assim como tudo que fazia sucesso antigamente. David tinha uma personalidade livre e sua legião de fãs, até hoje, mantém o espírito cheio de liberdade de Bowie vivo.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *