Leste Europeu: 5 países que pouco visitados que você precisa incluir no seu roteiro

É muito comum escutarmos alguém falando a seguinte frase “vou viajar para o leste europeu”. Mas o que isso significa? Bom, é como o próprio nome já diz. A pessoa irá visitar países que ficam ao leste da Europa. Lá existem diversos países, alguns deles são minúsculos e quase ninguém imagina que existe ou se sabe, não imagina o que encontrar por lá. Geralmente, quando pensamos em Leste Europeu, já pensamos em Áustria, República Tcheca e Hungria. Mas, existe muito mais para se ver por lá e olha, se você imaginar as coisas lindas que podemos encontrar nesses países, vai dar vontade de viajar agora mesmo. Então, já anote esses países do Leste da Europa que estão fora da curva turística.

Paisagem na Romênia
Paisagem na Sérvia

– Moldávia

Esse pequeno país fica espremido entre a Romênia e a Ucrânia. Sua capital se chama Chisinau e lá se fala o Romeno (um idioma que eu nem imagino como se fala). Antigamente, o seu território fazia parte da União Soviética. Tem pouco mais de 3 milhões de habitantes e é um dos países que menos recebe turista na Europa. Mas, o que fazer na Moldávia? Bom, posso te contar um pouco sobre isso.

Por incrível que pareça, a Moldávia é um país que um dos seus pontos fortes, se chama vinho. Sim, eles produzem vinhos ótimos por lá (aposto que você nunca encontrou um vinho de lá). A maior parte das atrações turísticas fica perto da capital. Podemos visitar muitos mosteiros por lá e muitas vinícolas. Existem também vários monumentos históricos que contam como a Moldávia sobreviveu ao longo dos seus anos de existência. É um país pequeno, porém seguro e muito bonito. Vale a pena incluir no seu roteiro.

– Romênia

A Romênia não está tão ao leste, ela está mais para sudeste, mas todo mundo a coloca como se fizesse parte do leste europeu (na verdade, ninguém fala sudeste, nordeste, etc. É só leste, oeste, sul e norte, quando se trata de Europa). Lá se fala o romeno e sua capital se chama Bucareste. Tenho certeza de que todo mundo conhece um personagem que foi criado inspirado em lendas da Romênia. O Conde Drácula.

Até hoje, muitas pessoas visitam a Romênia para ver de perto lugares que serviram de cenário para história do personagem. Mas, o que poucos sabem é que a história foi baseada em fatos reais. Existia um conde chamado Vlad III que era o príncipe da Valáquia (um dentre os 3 principados que formavam a história da Romênia, incluindo Transilvânia e Moldávia), que ficou conhecido como O Empalador, por conta da forma brutal que matava seus inimigos. Ele viveu no Castelo de Bran, que até hoje recebe milhares de turistas que vão atrás das histórias que se misturam com a realidade.

Bukovina Region (Bucovina) landscape at sunrise, Paltinu, Romania

– Bielorrússia

É um país pequeno que não tem litoral. Sua capital se chama Minsk e lá, o idioma é o bielorrusso e o próprio russo também. Faz grande fronteira com a Rússia, Ucrânia e Polônia, e pequenas com Lituânia e Letônia. Em Minsk, vamos encontrar na Praça da Independência a sede gigantesca da KGB (que medoooo). Bom, com esse nome podemos imaginar que a Bielorrússia, antes de ser o que é hoje, fazia parte do território da União Soviética. Em agosto de 1991, o país conseguiu sua independência. Sofreu consequências na Primeira Guerra Mundial e participou na Segunda Guerra.

Caso tenha curiosidade para conhecer esse país super peculiar, saiba que existem muitas coisas para se visitar sim! Existe um complexo onde encontramos um castelo chamado Castelo de Mir, que é uma das atrações principais do país. Além de muitos museus e monumentos, podemos explorar tudo bem tranquilos, pois iremos estar seguros por lá. Brasileiros não precisam de visto, mas a passagem pela fronteira pode ser um pouco chatinha (depende do humor da galera de lá). Dedinhos cruzados. No geral, vale a pena o carimbo no passaporte.

– Bulgária

A capital da Bulgária se chama Sófia e esse país é bem grande. Faz várias fronteiras, incluindo Romênia, Macedônia, Grécia e Turquia, além de ser banhada por uma costa no Mar Negro e ter rios incríveis passando por seu território, como o Danúbio. Lá se fala o idioma búlgaro. Podemos encontrar muitas influências da cultura grega por todos os lugares, mas também vemos detalhes persas e turcos. É um país que tem uma cultura rica, onde eles amam o tradicional, como danças, músicas e artesanato. Então, já imagine que vai precisar de um espaço na mala para trazer várias coisas de lá.

Além das praias (eles possuem diversas muito lindas banhadas pelo Mar Negro), existem vários locais e cidades que devemos visitar. Claro que a capital está na lista. Mas existem lugares que nosso queixo vai cair, como a Catedral de Alexandre Nevsky, que será umas das mais lindas que verá na sua vida. Temos muitos mosteiros, castelos e igrejas também para conhecer, além das paisagens naturais lindas. Para os amantes dos esportes de neve, no inverno eles possuem várias estações. Outro lugar para se considerar, é a região dos 7 lagos, que é incrível de linda. Vale a pena colocar na sua lista.

– Sérvia

Esse país é o lar de muitos tenistas maravilhosos, incluindo o querido Novak Djokovic. A capital do país se chama Belgrado e já adianto que é linda. O país não tem litoral e faz muitas fronteiras, como com a Croácia, Bulgária, Hungria e Romênia (já viu que esses países são todos perto um do outro, né) e lá se fala o idioma sérvio. Dentro do território da Sérvia, existe um lugar chamado Kosovo, que sendo de maioria albanesa, eles declararam independência do resto do país (e é um território considerável), mas a Sérvia não o reconhece e rola uma briga por causa dessa atitude deles. Participou ativamente da Primeira Guerra Mundial.

Sobre lugares para conhecermos na Sérvia, a lista é grande. Existem cidades históricas que serviram de cenário para fatos igualmente históricos, existem castelos, mosteiros e parques. Um lugar interessante para se visitar em Belgrado, é um Parque chamado Parque Kalemegdan, que se trata de um local que abriga a Fortaleza de Belgrado, que foi construído inspirado em arquitetura da era comunista. Nem preciso falar que todos os lugares que visitarmos (não só aqui, mas em todos dessa lista), serão lugares de pura história.

Gostou do texto? Compartilha com seus amigos! Bora fazer um mochilão pelo leste europeu!

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *