viagensdatalita_pequenasmudancasgrandesdiferencas_estilodevida_diariodebeleza_beleza_saude_habitosaudaveis (19)

Pequenas mudanças, grandes diferenças

Olá, pessoal! Bom, resolvi fazer esse texto para compartilhar com vocês sobre algumas coisas que o Alê e eu estamos tentando fazer, e acho que isso pode ajudar mais pessoas, por isso decidi passar aqui para deixar essas dicas. Conforme a idade vem chegando (hahaha engraçado, mas é verdade), a gente sente nosso corpo mudar. Ficamos mais preguiçosos, os resultados demoram mais para aparecer, metabolismo fica mais lento, etc. Não adianta. É assim com todo mundo. Mas tem algumas pequenas mudanças que a gente tá careca de saber e mesmo assim não faz. Pequenas mudanças que podem ajudar muito nosso corpo e nossa mente. São essas pequenas mudanças que a gente está tentando colocar na nossa rotina para ter grandes diferenças. Vem que eu te conto tudo.

– Reduzir a quantidade de comida à noite

É batata! Se você comer muito de noite, seu corpo não vai ter tempo e nem energia para queimar o que precisa para não “estocar” em forma de gordura. Então, comer muito de noite não é uma boa. Além de prejudicar nosso sono, além de nos fazer engordar. Por isso, se puder só fazer um lanche, comer coisas leves e fáceis de serem digeridas e em pequenas quantidades, melhor.

– Beber mais água

O dia todo. Eu só bebo água mineral e minha saúde agradece (dê preferência com um PH mais pro alcalino). Além de manter nossa pele hidratada, nosso corpo hidratado, a gente dá aquela limpada no corpo, pois a água ajuda em muita coisa. Digamos que nosso corpo precisa de água para se manter funcionando bem.

– Cortar o refrigerante (e energético)

Bom, essa é uma mudança para o senhor Alexandre, porque eu já não bebo refrigerante há mais de 20 anos. Não sinto falta, não gosto do sabor. Mas ele é viciado em Coca Cola, especialmente na Coca Zero. Por mais que não tenha açúcar e nem calorias, tem adoçante e muita química, o que é péssimo para qualquer estômago. Por isso, fiquei enchendo o saco dele para que pudesse reduzir ou cortar de vez esse veneno para nosso corpo. Ele está conseguindo e vou torcer para que siga assim, porque refrigerante é uma porcaria!

– Reduzir a quantidade de café

Beber um cafezinho no início do dia é uma maravilha. Mas beber muitos, o dia todo, não faz bem. O café é uma bebida ácida e a cafeína causa dependência, além de prejudicar os dentes, nosso organismo e acelerar nosso coração mais do que o normal. Não é saudável beber muito café todos os dias. Como tudo, nada em exagero é bom, por isso beber um café de manhã e/ou um café após o almoço, tudo bem. Beber 20 copinhos, jamais. Isso faz mal e seu estômago vai chorar de tristeza por isso.

– Fazer Pilates

Pilates é uma atividade física que todas as pessoas do mundo deveriam fazer. Além de fazer um bem danado para nossa coluna, o Pilates ajuda no alongamento, a fortalecer nossos músculos abdominais, dá flexibilidade, melhora nossa postura e consciência corporal, e muitas outras coisas benéficas ao nosso corpo. Claro que em algum momento a gente precisa de musculação, mas o Pilates ajuda demais principalmente se a pessoa tem algum problema na coluna ou nas articulações. A parte boa, é que os exercícios do Pilates são totalmente naturais e não tem impacto.

– Praticar meditação pelo menos 3x por semana

Apenas sentar e esvaziar a mente. É muito difícil fazer isso nesses dias de tanta conectividade e com tantos estímulos. Digo que é uma tarefa bem hard para mim, ainda mais que antigamente eu meditava todos os dias. Mas aos poucos, estamos tentando adotar esse hábito novamente para ver se nossa mente fica mais saudável.

– Fazer caminhadas longas

Gostamos muitos de fazer trilhas no meio da natureza. Como nem sempre é possível nos locomover até algum lugar especial para isso, gostamos de caminhar por parques de São Paulo, como o Parque Villa Lobos ou o Ibirapuera. Fazemos nossas caminhadas dando risada e conversando sobre qualquer coisa. É uma delícia fazer isso, poder respirar um ar mais puro dentro de São Paulo. Faz toda a diferença. O ideal é caminhar em um ritmo mais acelerado por pelo menos 50 minutos sem parar, para que comece a ter reações benéficas no nosso sistema músculo-esquelético e no cardiorrespiratório.

– Praticar exercícios pelo menos 3x por semana

Não adianta. Depois de uma certa idade, a gente não emagrece como antes, a gente não tem mais o mesmo pique de antes. Por isso, se não praticarmos exercícios pelo menos 3x por semana, não vamos ver resultado nenhum em nosso corpo. Vamos acumular mais gordura, vamos ter menos definição no nosso corpo e assim seguirá ladeira abaixo (hahahahaha é exatamente assim que me sinto). Portanto, adote o hábito de praticar exercícios pelo menos 3x por semana. Vai te fazer bem.

– Beber vinho regularmente

Não é brincadeira, pessoal! Por mais que seja prazeroso beber um bom vinho, é realmente benéfico ao nosso corpo. Temos que beber vinho para ter mais saúde em nosso coração, mais ação anti oxidante que faz com que o corpo fique protegido contra a ação de radicais livres, que agem no envelhecimento do nosso corpo. Por isso, uma taça de vinho todos os dias só vai te fazer bem.

– Adotar o hábito de beber chá antes de dormir

Beber chá, de preferência aqueles naturais (sem ser industrializado), é um hábito maravilhoso. Por conta da gastrite do Alê, começamos a beber chá de hortelã fresco todos os dias antes de dormir. Além de dormir com um cheirinho de hortelã delicioso, faz muito bem para digestão, para a respiração e muitas outras coisas. Mas estou falando de diversos tipos de chás. Camomila, capim limão, espinheira santa, cavalinha, hibisco, gengibre, etc. Escolha o seu favorito e é só esquentar a água.

Viu só como são pequenas mudanças que a gente transforma em grandes resultados?! Não adianta querer mudar tudo de uma hora para a outra, porque não se sustenta. Temos que ir aos poucos, nos adaptando, mudando, adaptando e adquirindo hábitos. Se fizer desse jeito, tudo vai dar certo.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *